Thursday, March 02, 2006

Musa

Deusa de ébano colorida
esplendor do mistério criador.
As luzentes esmeraldas dos teus olhos
refletem a fantasia de mulher,
de alma embranquecida.
Já não sinto a verdade,
nos teus olhos esclarecida,
pois, ser deusa e mulher
num corpo só,
atormenta o sonho
do poeta:
desejo-te, mulher
de carne e osso,
perder-me nas rochas
do teu corpo,
jorrar o mel
que te fascinas,
banhar-te de uma só vez
a fantasia,
escorrendo em gotas
pelo rosto.
Mas sei, que sendo deusa,
e eu pecador...
de pensamentos nem sempre
angelicais,
ofereço-te o meu tormento,
o amor que confesso
ao travesseiro,
em troca do meu sonho acalentat.