Saturday, February 18, 2006

Cabeça ao vento

Ávido pela vida
esqueci de corpo e alma
as ilusões do porvir.
Depois,
a realidade me ensinou
que o futuro não era
do jeito que sonhei.
Foi quando descobri
a nostalgia...
ou o amor é apenas
um signo do zodíaco?
Nunca mais provoquei
o destino...
Sufoquei a sua
lembrança...
Falo sozinho diante do espelho
na ilusão de saber quem sou, apenas,
um voyeur de fantasma,
um encenador de visões
nem sempre angelicais?
Escrito por as.landim às 18h13[ (1) Apenas 1 comentário] [ envie esta mensagem ]

0 Comments:

Post a Comment

<< Home